Como escolher sua primeira bicicleta - guia para comprar uma bike

Por Álvaro Perazzoli

Jornalista, Fotógrafo, Biker e Colaborador na Veloseguro

Publicado em 20 de novembro de 2018. | Atualizado em 06 de agosto de 2020.


Vai começar a pedalar e não sabe como escolher sua primeira bike? Aqui vamos te orientar para que sua bicicleta atenda ao que você espera, e que seja a primeira de muitas!

É muito comum que pessoas que querem começar a pedalar não tenham ideia de qual bicicleta comprar. 

São muitos tipos e modelos diferentes, e iniciantes ainda não sabem o que avaliar em uma bike.

Por isso, nós da Velo vamos quebrar esse processo de decisão em algumas etapas, para que você consiga escolher a bike certa e sair para pedalar seguro o mais breve possível!

Este é um guia simplificado, que não aborda tudo sobre todos os tipos de bike. O objetivo aqui é te dar uma visão geral de como procurar e avaliar uma bike inicial para seu pedal.

Defina seu orçamento

Você provavelmente depende dele para escolher o modelo de sua bike, independente de qual tipo de bicicleta seja.

Quando falo de tipo de bicicleta, me refiro ao uso que você vai fazer dela

Esta é a segunda etapa do processo, mas adianto que dependendo do uso que você escolher, seu valor mínimo para comprar uma bike varia. Vamos falar disso com mais calma no próximo capítulo.

Por enquanto, defina o valor máximo que pode investir em sua bike. 

Lembre-se que no mercado das bikes mais dinheiro significa normalmente mais qualidade, durabilidade e capacidade das peças.

Nesse artigo vou te mostrar como aproveitar seu dinheiro da melhor forma.

Exemplo: vou gastar até R$ 2.500 reais para começar a pedalar.

Caso seu valor máximo seja alto, vou te mostrar que em alguns casos você simplesmente não precisa gastar tanto para ter uma bike que te atenda.

Está preocupado em comprar uma bike e ser assaltado? Considere contratar um seguro de bike para sua nova máquina!

Defina o tipo de pedal que você quer praticar

Uma vez que você tem em mente uma faixa de valor que está disposto a gastar, é hora do passo mais importante.

Definir o tipo de pedal que você praticar tem a ver com escolher onde e como você pretende usar sua bike.

Essa pergunta pode ter várias respostas, mas se você está realmente começando a pedalar não recomendo complicar muito. 

Essa decisão passa por duas perguntas:

  • Qual o terreno que você pretende pedalar?
  • Com qual objetivo?

Comece definindo em qual terreno você pretende usar a bike.

Terra ou asfalto?

Sua ideia é cair para dentro das trilhas e estradas de terra da sua região? Ou pretende usar a bike somente no asfalto, seja na cidade ou estrada?

bicicleta para terra ou asfalto

Lembro que sua resposta pode ser os dois, assim como só uma opção.

Mas por que isso importa? 

Importa pois são terrenos muito diferentes, portanto exigem bikes diferentes para pedalar com segurança e conforto.

Alguns exemplos de como os terrenos exigem equipamentos diferentes:

Tração 

Tração é a relação entre o pneu da bike e o chão. É através dela que você consegue fazer qualquer movimento com a bicicleta.

Alguns terrenos oferecem menos tração do que outros, como é o caso da terra.

Para conseguir tração na terra é preciso ter um pneu de borracha mais mole, e com cravos.

Isso permite que o pneu encoste mais no solo, gerando mais tração.

No asfalto, onde sobra tração, os pneus tendem a ser mais lisos e finos. 

pneu para terra e asfalto

 Na esquerda vemos um pneu próprio para asfalto. Na direita, um preparado para terra.

Pode parecer um detalhe, mas um pneu muito liso pode significar tombos ao pedalar na terra, principalmente em curvas e partes inclinadas.

Amortecimento

Outra diferença enorme entre pedalar na terra e no asfalto é a trepidação. 

Trilhas e estradas de terra são terrenos bem menos planos que ruas de asfalto, além de terem pedras e raízes. Isso impacta diretamente no seu pedal!

A trepidação causada por trilhas de terra é um dificultador para o piloto, e facilita quedas. 

Por isso mountain bikes, feitas para encarar terra, vem com pelo menos uma suspensão:

como escolher mtb

A seta mostra a suspensão dessa mountain bike, que amortece a roda dianteira e diminui a trepidação no guidão.

Em algumas mountain bikes, feitas para encarar terreno ainda mais acidentado, podem haver duas suspensões, uma dianteira e uma traseira:

escolhendo uma bicicleta

Neste caso, cada uma das suspensões amortece uma das rodas.

Entretanto para pedalar no asfalto não é preciso ter uma suspensão. Isso deixa as bikes mais leves e melhores para pedalar:

como comprar bicicleta de estrada

Vamos falar mais das bikes específicas para cada terreno, mas agora é importante definir qual o tipo de pedal que você vai praticar:

 Como você pretende pedalar nesse terreno?

Ok, você decidiu onde vai pedalar, mas agora é preciso definir como e para que vai fazer isso.

Esta pergunta normalmente tem as seguintes respostas:

  • transporte - pedalar do ponto A ao ponto B;
  • passeio/lazer - fazer um trajeto pelo prazer de pedalar e curtir o ar livre;
  • treino físico - pedal intenso para ganhar resistência e/ou força corporal;
  • uso extremo/radical - inclui encarar obstáculos, fazer saltos e manobras, atingir altas velocidades.

Novamente, você pode ter mais de uma opção como objetivo.

Pode, por exemplo, querer uma bike que te permita passear e se divertir aos fins de semana, mas que sirva de transporte durante a semana.

Ou querer uma bike para transporte, mas que você possa usar também para fazer treinos físicos.

Mas como isso afeta sua decisão?

Como você usa a bike te ajuda a entender o que procurar em termos de tipo de bike e qualidade das peças.

Exemplo:

Se você pensa em ter uma bike para passear na cidade, pode optar por modelos que favorecem o conforto no pedal, como este:

como escolher uma bike

Mas se pretende fazer treinos físicos além dos passeios na cidade, um modelo com este vai te atender melhor:

como comprar bicicleta de estrada

Quais peças principais observar em uma bike?

Talvez a parte mais difícil de escolher uma bicicleta sem conhecimento prévio é avaliar as peças e entender pelo que você está pagando.

Cada tipo de bike exige peças diferentes, mas vamos dar uma olhada geral, e entender qual a função de cada peça de uma bike.

Quadro

É a parte central da bike, que segura todas as outras peças. É a parte que leva o nome do fabricante, e normalmente identifica a bicicleta como um todo.

Para um olhar iniciante, qualquer quadro pode parecer o mesmo. Mas cada um possui características próprias que influenciam seu uso.

escolhendo uma bicicleta

Alguns fatores são:

Geometria

Quadros diferentes tem dimensões diferentes, que facilitam um certo tipo de uso. É importante procurar um quadro que seja destinado ao uso que você quer fazer dele.

Exemplo: vai fazer trilha? Procure um quadro destinado ao Mountain Bike (ou mtb)

Material

Quadros podem ser feitos de aço, alumínio e carbono. Isso impacta em seu peso, qualidade e valor.

Exemplo: Se você pretende usar a bike só para passeio ou transporte, pode ter um quadro de aço. Mas se vai fazer pedais mais longos ou treinos físicos vale a pena investir em quadros mais leves, de alumínio.

Tamanho

Vamos falar especificamente disso mais a frente, mas um mesmo quadro pode ter tamanhos diferentes. 

É importante comprar o tamanho certo para você, garantindo mais conforto e segurança no pedal.

Garfo ou suspensão dianteira

Garfo é a parte que segura sua roda dianteira. Ele pode ter ou não uma suspensão dianteira.

como escolher mtb

No caso da foto acima vemos um exemplo de suspensão dianteira. 

Uma suspensão dianteira é necessária quando você vai pedalar na terra ou em qualquer outro terreno irregular, e quer garantir mais conforto no pedal.

Suspensões têm diferentes formas de serem avaliadas, mas a principal é tamanho, medido em milímetros.

Uma suspensão para trilha normal tem entre 80 e 120mm. Suspensões maiores (ou com mais curso) que isso são destinadas a usos mais pesados e extremos.

Se você vai pedalar só na cidade pode optar por modelos de garfo sem suspensão (ou rígido).

como escolher uma bike

Isso diminui o peso e o valor do garfo, mas limita a capacidade de sua bike!

Freios

Acessório de primeira necessidade, e que garante sua segurança no pedal. 

Existem diferentes tipos de freios. Os mais comuns são:

Freios V-brake

Tipo mais básico, o V-brake funciona pelo atrito de pastilhas de freio diretamente com o aro.

escolher peças de bicicleta

Estes modelos funcionam mecanicamente e estão mais sujeitos a problemas em caso de chuva, lama, poeira ou danos no aro.

Freio Ferradura

Similar ao V-brake, este modelo é mais utilizado em bicicletas de estrada (ou speeds)

freios de bicicleta

Freio a disco mecânico

Tipo mais simples de freio a disco, esse sistema funciona por meio de um cabo de aço (conduite) que ativa as pastilhas de freio. 

Diferente dos anteriores, este tipo de freio não faz contato com o aro, e sim com um disco. Daí o nome ‘freio a disco’. 

como escolher peças

Isso garante mais segurança na frenagem, além de evitar grande parte dos problemas oriundos da frenagem no aro.

Freio a disco hidráulico

Mesmo sistema do anterior, mas ativado por fluido e não por cabo de aço. 

Isso deixa o sistema bem mais macio e confortável para o piloto, além de melhorar a frenagem.

Grupo de marchas

Conjunto de peças que garante que você tenha marchas diferentes. 

como escolher uma bike

Existem em diferentes formatos e qualidades bem diferentes, e cumprem papéis diferentes de acordo com o tipo de pedal praticado.

Um detalhe importante é: o número total de marchas não indica a qualidade do grupo. 

Os grupos mais modernos para mountain bike estão vindo com 12 marchas, todas disponíveis em um único trocador traseiro, como no exemplo abaixo.

peças de bike

Esse tipo de grupo oferece uma variedade de marchas que serve tanto para pegar embalo em retas e descidas quanto encarar subidas inclinadas.

Nas bicicletas de estrada, o foco do grupo é garantir que você sempre terá uma marcha compatível, mesmo que esteja pedalando em uma descida:

escolhendo a melhor bicicleta

Formado normalmente por duas coroas dianteiras e 8 traseiras, o objetivo aqui é velocidade.

Cada marca possui uma variedade de opções, desde modelos de entrada até a última geração disponível. 

Ao avaliar o grupo de uma bike de mtb, recomendo usar essa hierarquia de grupos das duas principais marcas: Shimano e Xram.

Para bikes de estrada use esta hierarquia

Aros 

O aro, ou roda, de uma bike tem diversas características, mas a mais importante é seu tamanho.

O tamanho de um aro pode variar bastante, desde aro 20 (20 polegadas) em bikes do tipo BMX (específicas para manobras), até aro 29, para bikes destinadas a pedalar distancias maiores.

Se você vai usar sua bike para pedalar distâncias maiores (acima de 10 km) indico fortemente o uso de aros 29.

Aros 29 fazem seu pedal render mais, além de serem melhores para romper pequenos obstáculos.

Pneu

Como mencionado anteriormente, seu tipo de pneu define a quantidade de tração que você consegue extrair de um terreno.

pneu para terra e asfalto

Opte por um pneu que se adeque ao terreno que você irá pedalar.

Qual o tipo certo de bike para seu pedal?

Agora que você definiu o tipo de pedal que quer praticar, vamos entender qual o tipo certo de bike para você!

Passeio ou transporte no asfalto

Se seu objetivo é ter uma bike para uso dentro da cidade, seja para se deslocar ou passear, você deve procurar conforto, mas sem esquecer do perfil da sua cidade.

como escolher bike de passeio

Este tipo de uso te permite optar por bikes mais simples, como esta acima. No valor de R$ 1.000,00, o que você deve esperar de uma bike de passeio como essa?

  • Pouca ou nenhuma suspensão;
  • Aros (rodas) tamanho 26 ou 29. Quanto maior mais confortável é o pedal;
  • Pneus de asfalto (sem cravos);
  • Freio dianteiro e traseiro;
  • Marchas (opcional apenas se sua cidade for totalmente plana);
  • Para-lama (opcional);

Bike de uso intercalado com transporte público

Uma opção interessante são as dobráveis, por não ocuparem espaços em ônibus, trens e metrôs. 

bike dobrável

Estes modelos possuem aros bem reduzidos, e portanto não são ideais para quem precisa pedalar trajetos mais longos.

Mais mobilidade e menos esforço

Considere as e-bikes ou bikes elétricas.

como comprar bicicleta

São também boas escolhas para quem quer deslocar-se por distâncias maiores e não tem um preparo físico ou mesmo limitações motoras.

E o melhor de tudo, você não precisa de licenças ou permissões para pedalar e seu impacto ambiental será praticamente zero.

Bikes elétricas são mais caras e mais pesadas, mas seu sistema de pedal assistido permite percorrer grandes distâncias com pouco esforço. 

Treino no asfalto

A tradicional Speed, nome dado às bikes de estradas, é a melhor opção para quem quer fazer treinos físicos no asfalto.

como comprar bicicleta de estrada

Este tipo de bike também vai atender quem pretende usar a bike como transporte ou passeio, mas é focada em pedalar grandes distâncias!

Em uma bike de speed você encontrará:

  • Partes mais leves, focadas em diminuir o peso total da bike;
  • Grupo específico para bicicletas de estrada;
  • Freio dianteiro e traseiro, podendo ser a disco ou ferradura;
  • Aros tamanho 29.

Você encontrará opções variando de R$ 800 a R$ 80 mil reais dependendo dos componentes, peso e materiais do quadro, que poderão ser de ferro, alumínio, fibra de carbono ou mesmo titânio.

Bicicleta para Triatlhon

Existem modelos específicos para a prática do esporte que, em essência, se assemelham às tradicionais estradas, com as quais também é possível praticar o esporte.

como escolher uma bike

Há no entanto competições de triathlon como o Ironman, em que a prática do “vácuo”, tão comum em competições de estrada, é proibido.

Quem pretende competir em provas como esta poderá se beneficiar de modelos com geometria, design e componentes específicos que irão gerar uma sensível melhora no conforto e desempenho, especialmente em provas mais longas, que podem exigir horas em cima da magrela.

Estas bikes de triathlon também são conhecidas como TT ou contra-relógio.

Uso radical no asfalto

Quando falamos de uso radical no asfalto normalmente estamos nos referindo a pistas de skate e obstáculos urbanos.

bicicleta para manobras

Para este uso, o ideal são as bikes do tipo BMX:

escolhendo bike de manobras

São um dos tipos mais simples de bike:

  • Não contém suspensão alguma;
  • Nenhum ou apenas um freio (freio traseiro);
  • Aro tamanho 20;
  • Uma marcha.

Seu tamanho e simplicidade permitem fazer manobras com mais facilidade, e evitam problemas mecânicos frequentes.

São totalmente desconfortáveis para pedalar sentado, sendo um desafio percorrer grandes distâncias com uma dessas. 

Passeio ou transporte na terra e asfalto

Se seu objetivo é usar a bike em trilhas de terra, opte por uma mountain bike. 

Mtbs variam muito de tipo e especialidade, além de valores. Vamos mostrar aqui os tipos mais comuns e versáteis de mountain bikes, assim você pode ir atrás do que te atende melhor.

Se seu objetivo é usar a bike para passear em trilhas de terra e experimentar o Mountain Bike, o ideal são as bikes de Cross Country, ou XC. 

O XC é uma disciplina dentro do Mountain Bike, que consiste em pedalar grandes distâncias em pistas que podem incluir trechos de descida e subida acentuados, desafios técnicos (como pedras, raízes e mudanças bruscas de elevação) e estradas de terra ou asfalto.

Portanto, bikes de XC são preparadas para performar bem na terra, seja na subida ou descida. De quebra conseguem performar bem também no asfalto.

como escolher mtb

O exemplo acima é de uma bike de entrada de XC. Este tipo de bike é ideal para quem pretender experimentar o MTB e não gastar muito.

Um modelo de entrada vem equipado com:

  • Quadro rígido (sem suspensão traseira) projetado para mtb;
  • Suspensão dianteira;
  • Freio V-brake ou a disco mecânico;
  • Grupo de marchas mais básico disponível;
  • Pneus com cravos;
  • Aros tamanho 29 (importante! Não compre bikes aro 26 para pedalar na terra).

Modelos de entrada ou bikes usadas podem ser encontrados a partir de R$ 1.500 reais, mas bikes em valores mais baixos vem com seus pontos negativos.

Entre R$ 1.500,00 e R$ 2.000,00 você encontrará bikes com peças pouco resistentes e de difícil uso. 

Isso não te impedirá de se divertir em uma trilha, e é com uma bike como esta que muitas pessoas já se apaixonaram pelo Mountain bike.

Mas se você tiver um orçamento um pouco maior, vale a pena procurar bikes com as seguintes melhorias:

Essas são melhorias básicas que garantem mais conforto para seu pedal e mais duração para sua bike.

A medida que você aumentar seu orçamento, verá que as bikes ficam mais leves, mais modernas e mais capazes. 

Para perceber essa diferença, faça um teste:

DICA: Acesse os sites das montadoras de bike, como Caloi, Specialized, Trek, Scott, e compare seus modelos, dos mais básicos aos mais completos. Isso vai te mostrar a diferença nas peças e na aparência de bikes de entrada para bikes mais modernas.

Quer mais conforto em seus passeios?

Se seu orçamento permitir, considere comprar uma Bike de XC Full (ou full suspension).

como escolher bike de xc

Ao contrário das Hardtails (também conhecidas como rígidas), as bikes full são equipadas com uma suspensão cada roda. 

Isso garante mais conforto durante o pedal, e muito mais segurança em descidas e trechos técnicos.

Bicicletas full suspension são mais caras, mais pesadas e tem uma manutenção mais cara. 

Apesar disso, o conforto e versatilidade que a suspensão traseira oferece normalmente faz com que quem opte por bikes full não volte atrás.

Vai usar a bike para treinar e competir na terra?

Você deve continuar procurando pelos atributos que falamos no capítulo anterior, só que melhores e mais leves.

Isso significa: mais dinheiro.

como comprar bike de mtb

Se você realmente pretende levar seus pedais a sério, tomando tempo e fazendo pedais de grande duração e intensidade, vai exigir mais de sua bike.

Portanto precisa de um equipamento que seja mais confiável e capaz.

As bikes certas ainda são as de XC, mas foque em conseguir o melhor nível de qualidade que seu orçamento permitir. Isso inclui:

  • Bikes de marcas mais famosas e prestigiadas;
  • Modelos mais completos (nada de bikes de entrada);
  • Peças de carbono;
  • Grupos modernos e capazes.

Fatores como marca e tipo (full ou rígida) depende muito do que você tem disponível e sua preferência.

Para encarar descidas e obstáculos mais avançados

Se seu objetivo é conhecer as piores descidas da sua região, ou aprender a saltar rampas, então procure bikes com peças voltadas para terreno extremo.

Mas existe uma grande variedade de bikes feitas para encarar uso radical na terra. Vamos separá-las em grupos:

Bike para pedais normais e ocasionais trilhas radicais

Se seu objetivo é rodar em trilhas médias, mas eventualmente se aventurar em trilhas avançadas, procure bikes de All-mountain, ou trail bikes.

escolhendo bike para trilha

Este tipo de bike é uma evolução mais agressiva de uma bike de XC full. São bicicletas projetadas para encarar qualquer tipo de trilha, sem te deixar na mão na subida ou na descida.

Alguns de seus atributos são:

  • Quadro com geometria moderna de mtb
  • Suspensão dianteira e traseira (normalmente entre 120 e 150mm)
  • Canote retrátil 

Menção honrosa, o canote retrátil aparece em bikes que se preocupam tanto com a descida quanto com a subida.

Esta tecnologia permite abaixar e levantar o banco através de um botão ou alavanca no guidão.

Isso permite usar o banco alto durante trechos de pedal e abaixá-lo em descidas. Isso dá ao ciclista mais espaço para manobrar o corpo em cima da bike, e permite descer melhor e com mais segurança.

As trail bikes, ou all mountains modernas estão se estabelecendo como as bicicletas mais capazes e versáteis do mercado.

Elas conseguem encarar descidas avançadas e expert da mesma forma que são confortáveis e suportam pedais de longa distância. 

Para focar em trilhas avançadas e extremas

Se seu objetivo é ficar nas trilhas avançadas, com muitas descidas pesadas e obstáculos?

O ideal são as bikes de enduro.

como escolher uma bike

Ainda mais preparadas para terrenos extremos que as trail bikes, bicicletas de enduro tem como foco descidas, mas são capazes de subir também.

Este tipo de bike tem:

  • Suspensões entre 150 e 180mm;
  • Geometria que busca conservar a velocidade e estabilidade em descidas radicais;
  • Freios a disco de 180 ou 200mm (tamanho do disco - quanto maior mais poder de frenagem);
  • Pneus robustos e Tubeless

Por conta do seu curso da suspensão (tamanho da suspensão), são desconfortáveis em pedais de longa duração, principalmente se comparadas a bikes de XC ou All Mountain.

Para descer e saltar, nada mais

Se você não liga de empurrar a bike em subidas, mas quer a melhor máquina para descer, está procurando uma bike de Downhill.

bike de descida como escolher

Diferente de bikes de enduro, bicicletas de downhill não tem nenhum compromisso com pedais longos ou subidas. É feita para ser a mais rápida e capaz nas piores descidas.

Este tipo de bike tem suspensões ainda maiores, de 200mm, que garantem estabilidade e amortecimento mesmo em terrenos muito acidentados.

Seu grupo de marchas tem poucas marchas, e todas são próprias para pedalar em descidas ou retas.

Para radicalizar por menos dinheiro

Não é surpresa que todos estes modelos acima são caros. Tecnologia de ponta garantem que sejam bikes extremamente eficientes e capazes.

Entretanto tem muita gente querendo acelerar em descidas que não dispõe de R$ 10.000,00 para adquirir uma máquina como estas.

Como solução, é muito comum o uso de bikes rígidas para o Downhill.

escolhendo uma bike

Ao colocar peças específicas para downhill em quadros rígidos destinados ao freeride, é possível criar uma bike de custo relativamente baixo capaz de encarar descidas e saltos extremos.

Seu desempenho nem se compara às bikes full feitas para descidas, mas estas bikes existem aos montes nos sites de compra e venda, e podem salvar seu bolso.

Definindo o tamanho da sua bike

Não se engane, uma bike do tamanho errado pode jogar no lixo todo seu investimento!

Para descobrir o tamanho ideal para o quadro de sua bike, é usado o quadro abaixo:

Altura Média do Ciclista (m)

Tamanho de quadro (MTB)

Tamanho de quadro (Speed)

1,50 – 1,60

14

48

1,60 – 1,70

16

50,52,54

1,70 – 1,80

17 ou 18

54,55,56

1,80 – 1,90

19 ou 20

57,58

1,90 -

21 ou 22

60,62

 

Apesar disso, o bike fit depende de outras peças da bike, como o Guidão e a Mesa (peça que segura o guidão). 

Para garantir que você vai se sentir confortável em sua nova bike, experimente antes de comprar!

Dê uma volta e perceba se seu corpo está muito para frente ou para trás. Você deve sentir conforto ao sentar e colocar as mãos no guidão.

Não compre sem consultar um especialista

Se você chegou até aqui percebeu que o mercado das bikes é maior e mais complexo que parece à primeira vista.

Para aumentar sua chance de fazer uma boa compra, procure especialistas ou pessoas que pedalam a alguns anos.

Se não conhecer absolutamente ninguém, vá até bikes shops especializados no uso que você vai fazer. 

Os vendedores vão querer te vender bikes, obviamente. Mas aproveite para extrair o máximo de informação e experimentar o máximo de bikes que conseguir.

Isso vai te dar algumas primeiras noções que vão ajudar sua compra.

Tente tirar dúvidas em grupos de bike no Whatsapp ou Facebook. Além de conseguir ajuda você pode arranjar companhias para seus primeiros pedais!

Como comprar uma bike usada

Alternativa bem comum pela economia e praticidade, comprar uma bike pode ser sua principal opção. 

Apesar das vantagens, comprar uma bicicleta usada pode ser uma dor de cabeça se feito da maneira errada.

Para isso, preparamos um texto com as principais dicas e pontos de atenção caso você vá comprar uma bike usada!

Lá você encontra dicas de como avaliar uma bike e exigir a documentação de compra e venda.

É ainda mais importante ter atenção se sua intenção for fazer um seguro de bicicleta para sua nova companheira!

Compre sua 1ª bicicleta de muitas

Sim, o mercado da bike é grande e complicado, mas só tem um jeito de aprender mais: começando a pedalar.

Se sua primeira compra não for o que você planejava, por orçamento ou erro na compra, não se abale!

A maioria dos ciclistas já teve diversas bikes, e estão sempre aprendendo mais e se interessando por tipos e modelos diferentes de bicicletas.

O importante é que sua primeira bike te faça conhecer o mundo do pedal, e se apaixonar pelo pneu no chão e vento na cara. Experiência e conhecimento vem com o tempo.

Independente de qual seja seu estilo de pedal, não deixe de contratar um seguro.

A Velo terá a opção sob medida para você.

Faça uma simulação e converse com  nossos especialistas, que estarão preparados para te ajudar a fazer a melhor escolha.

Insert Image

Comments are closed