Quais as coberturas de um seguro de bicicleta?

Por Pedro Werneck

Graduando em Publicidade e Parceiro Velo seguro

Publicado em 17 de maio de 2016. | Atualizado em 29 de novembro de 2019.


Vale à pena ter um seguro de bicicleta? O que ele cobre e o que não cobre? Neste guia falamos sobre cada uma das coberturas existentes e em quais seguradoras você poderá encontrá-las.

Antes de falar das coberturas, é importante lembrar que existem diferentes ofertas de seguro de bike no Brasil, e que cada delas possui características diferentes.

Existem seguros que  irão atender necessidades mais básicas, como furto e roubo, até produtos com coberturas amplas que visam oferecer uma proteção mais completa.

Abaixo mencionamos apenas coberturas de seguros de bike comercializados no Brasil, haja vista que no mercado internacional há coberturas que atendem desde a vestimenta do ciclista até a reposição da bike usada por uma nova.​


Roubo = assalto

Esta é a principal preocupação de quem está procurando um seguro de bicicleta. Pedalar na cidade, na estrada ou em uma trilha e ser abordado por criminosos, ser ameaçado e forçado a entregar sua bicicleta é sem dúvida, o maior pesadelo de todo ciclista.

Na verdade, o medo de assalto perde apenas para o medo de ser atropelado, mas esta preocupação aflige principalmente ciclistas que utilizam a bike para mobilidade urbana.

O aumento da violência e a exposição ao risco constante para quem pedala é a principal razão que leva o ciclista a contratar um seguro de bike.

Quanto maior a percepção de um ciclista de que está ameaçado e que pode ficar sem sua bike, maiores serão as chances de contratar um seguro para sua bicicleta.

Como o objetivo deste texto é ajudar você a conhecer melhor este universo do seguro de bicicleta, é importante ajudarmos a esclarecer uma das principais confusões de quem não entende deste assunto, que é diferenciar furto e roubo. 

Como viram acima, roubo é o mesmo que assalto para as seguradoras. Mas roubo e furto são situações bastante diferentes, como verá a seguir.


Furto qualificado

Diferente do furto qualificado, o assalto (roubo na linguagem dos seguros) é quando você está com a bike, pedalando ou transportando, e existe algum tipo de coação, ameaça ou violência, conforme descrito no artigo 157 do Código Penal Brasileiro.

Segundo o artigo 155 do código penal, o furto qualificado é aquele em que ocorre destruição ou rompimento de um obstáculo que se interpõe ao objeto do furto; por abuso de confiança, ou mediante fraude, escalada ou destreza; emprego de chave falsa ou mediante concurso de duas ou mais pessoas.

Resumindo, é quando a bike não está com você e está guardada em algum lugar e é subtraída antes que você se dê conta. 

Furto é a subtração, para si ou para outros, do bem segurado, sem ameaça ou violência física.

Para quem irá contratar um seguro de bike, é muito importante compreender a diferença entre furto simples e furto qualificado para as seguradoras.

Falaremos detalhadamente sobre a diferença entre furto simples e furto qualificado neste artigo.

A falta de conhecimento sobre como as seguradoras interpretam o furto qualificado pode causar muitas dúvidas para o ciclista desinformado e dores de cabeça para o corretor de seguros despreparado.

Antes de mais nada é importante entender a diferença entre furto simples e furto qualificado, já que nenhum seguro irá cobrir o furto simples.

O furto simples é aquele em que sua bike desaparece sem deixar evidências do furto e ele não é amparado nas apólices de seguros porque, a rigor, não se pode sequer provar que você tomou alguma medida para evitar o furto.

Por exemplo, imaginemos que você guardou sua bicicleta na garagem do seu condomínio com um cadeado. Se conseguirem levar a sua bike e não houver nenhum vestígio que prove que ela estava presa com um cadeado, a seguradora provavelmente irá considerar este evento como um furto simples.

Outro exemplo: sua bike é levada de sua garagem, mas a porta da garagem estava aberta, isso será considerado pela seguradora um furto simples, pois não havia barreira ou obstáculo interposto ao bandido.

​Se a porta da sua casa é arrombada e sua bike é subtraída, a evidência é a porta destruída, qualificando o furto.

O furto simples não é coberto por nenhum seguro de bike, pois a rigor não existe sequer prova de que você tentou proteger sua bike. 

É importante estar ciente desta exclusão, e sempre prender sua bike com um bom cadeado a um objeto irremovível, como um poste, uma árvore, um portão, durante transporte ou quando for deixá-la sozinha, mesmo em casa ou durante pausas no pedal.

Atençãocuidado quando for escolher o seguro para sua bike pois há opções que darão cobertura apenas se o furto for no local segurado, por exemplo na residência. Portanto, se você utilizar sua bike para deslocar-se para o trabalho ou costuma levar em suas viagens, esqueça esta opção. Um corretor especializado poderá apresentar as melhores opções para você.

Outro ponto relevante é que para os seguros residenciais, a "unidade habitacional" segurada é seu apartamento, não o seu condomínio. Portanto, guardar a bike na garagem não resolve nada para um seguro residencial com cobertura para bicicletas.


Danos acidentais

Esta cobertura passa a ganhar importância à medida que aumenta o valor da bike, já que o custo de reposição de peças passa a ter um impacto maior para o ciclista.

 O seguro de danos acidentais cobre os custos de reparo ou reposição de peças da bike em caso de acidente ou dano durante o transporte, assim como em caso de acidente enquanto pedala.

Suponhamos que você esteja pedalando e sofra um acidente que trinca o quadro da sua bike. A seguradora assumirá o valor de  reposição do quadro, mediante o valor de uma franquia previamente combinada, assim como ocorre nos seguros veiculares. O mesmo é válido se você estiver transportando a bike no carro, e envolver-se em um acidente, danificando a bike.

Neste exemplo acima, se você também danificar o carro, ou machucar alguém que está envolvido no acidente, a cobertura de Danos a Terceiros ou Responsabilidade Civil, poderá ser uma salvação, conforme mostraremos à seguir.

Atenção: caso sua bike seja usada, há seguradoras que aplicarão além da dedução do valor da franquia, uma taxa de depreciação do bem. Para conhecer quais as seguradoras que aplicam e quais não aplicam esta depreciação, fale com um corretor especialista.


Responsabilidade Civil = Danos a terceiros

Como mostrado no exemplo acima, esta proteção não é levada muito a sério pela maioria dos ciclistas, mas pode fazer toda a diferença quando um terceiro estiver envolvido. 

A cobertura de Responsabilidade Civil cobrirá os danos ou prejuízos, materiais, corporais ou morais causados a terceiros. 

Por exemplo, quando você dirige um carro e causa um acidente, a cobertura que arca com os custos do reparo do carro no qual você bateu, é a cobertura de Responsabilidade Civil. 

Vê como ela pode ser importante?

Imagine que você está pedalando em uma trilha e causa um acidente que venha a danificar a bike de outra pessoa, ou pior, cause um dano corporal e precise indenizar esta pessoa.  

A seguradora pode arcar com parte do prejuízo, desde que não ultrapasse o valor da bike.

Geralmente esta cobertura é paga por reembolso e pode ser necessário que haja uma reclamação formal do terceiro, para que a seguradora avalie a possibilidade de indenização.

Viagens  internacionais

Esta é uma cobertura especial para quem viaja para fora do país e quer levar a sua magrela.

Em caso de viagem, seja para competições amadoras ou simplesmente para uma experiência de cicloturismo, não apenas o furto qualificado e roubo estarão amparados, mas também danos acidentais e as demais coberturas do seu seguro.

Consulte o seu especialista para conhecer as seguradoras que oferecem este tipo de cobertura e quais as condições que cada uma oferece, e pé na estrada!

Fique ligado se seu seguro de bicicleta te oferece as coberturas acima, afinal, quanto mais proteção melhor, não é? E lembre-se que em caso de dúvida, procure a Velo Seguro!

Atenção: existem apólices de seguro que terão como cláusula excludente de proteção os eventos que ocorrerem durante competições.


Acidentes pessoais

A cobertura de acidentes pessoais irá proteger o bem mais valioso que você possui, você mesmo.

Esta cobertura irá ampará-lo ou à sua família em caso de morte acidental ou invalidez permanente enquanto estiver pedalando com a sua bike.

Nós sabemos que pedalamos com toda a atenção para evitarmos envolvimento em algum acidente, mas imprevistos podem acontecer.

Esta cobertura não irá cobrir despesas médicas e hospitalares, mas poderá ser acionada nos casos acima, considerados mais graves.


Bike Bagagem

Assim como a cobertura de Viagens internacionais, a cobertura de bike bagagem é ideal para quem transporta a sua bicicleta por empresas de transporte, seja aéreo ou terrestre.

Esta cobertura irá cobrir a perda por extravio da bike sendo transportada por uma companhia de transporte aéreo ou terrestre, ou mesmo por transportadoras especializadas.

Quer conhecer mais detalhes sobre as coberturas para o seguro da sua bike? 

Faça agora mesmo uma simulação gratuita e converse com um especialista.